Koreshkov detona Njokuani; Gonzalez é dominado mas finaliza Ward com guilhotina salvadora

Bellator 182 entrega nocautes, finalizações, reviravoltas e grandes lutas

319848
False

Por Victor Gomide

Um card recheado de lutas empolgantes foi o presente que o Bellator 182 trouxe para o público do Stone Resort Casino, em Nova Iorque. No card preliminar, o prenúncio de uma noite memorável. Lutas dinâmicas e apresentações empolgantes serviram como um ótimo empolgante. Os pontos altos foram o brutal nocaute de Vadim Nemkov no brasileiro Philipe Lins, num afiado e oportunista direto que achou o rosto do brasileiro Felipe Lins em cheio, e a finalização que Talita “Treta” Nogueira impôs à americana Amanda Bell, num justíssimo mata-leão ainda no primeiro round.

Barça e Roma x Inter no FOX Sports 

Já no card principal, a primeira luta foi de domínio absoluto de A.J. McKee ao longo dos três rounds. Com repertório completo em pé e no chão, passou por cima de Blair Tugman sem tomar nenhum conhecimento. Ao longo dos 15 minutos de luta, McKee mostrou precisão na trocação e impressionante frieza quando, num raro momento de saia justa, esteve perto de sofrer uma guilhotina de seu oponente. Venceu indiscutivelmente por decisão unânime.

Numa luta em que era tida como zebra, a brasileira Bruna Ellen apresentou um repertório completo de técnicas e surpreendeu o touro indomável chamado Veta Arteaga. Com muita estratégia, um timing afiadíssimo e superioridade tanto na luta em pé, quanto no solo, a brasileira fez um pouco de tudo. Controlou bem a distância na troca de golpes, recuou com agilidade quando atacada – quase perseguida – por uma americana faminta, contra golpeou com diretos e overhands e, como cereja do bolo para uma atuação praticamente impecável, jogou a americana no chão em todos os rounds, impondo seu jiu-jítsu e mostrando um jogo completo e extremamente sólido. Excelente atuação da jovem brasileira, que mostrou muita personalidade e sobriedade para frustrar e controlar a poderosa americana.

Ninguém sabia o que esperar do showman Brennan Ward no co-main event. Vindo de derrota para Paul Daley, ele começou mais precavido contra o perigoso Fernando Gonzalez. Nada que comprometesse o espetáculo. Apesar de menos agressivo, seguiu com golpes afiados e plásticos. Dominou os dois primeiros rounds sem se expor muito. Impôs seu jogo com autoridade em pé e no solo. Tudo indicava que teria seu braço levantado em poucos minutos: 2-0 nas cartelas e uma luta sem grandes riscos. Até que, ao tentar partir para mais uma queda, deixou o pescoço exposto demais. Foi o suficiente para que Gonzalez aplicasse uma guilhotina justíssima e não desse outra alternativa a Ward a não ser recorrer aos três tapinhas. Resultado frustrante depois de uma luta que já apontava uma postura mais estratégica de Brennan Ward. Gonzalez foi habilidoso e frio o suficiente para marcar o tempo dos ataques do oponente e utilizou o único recurso que lhe restava – salvando sua noite e somando uma importante vitória ao cartel.

No main event, o que se viu foi qualquer coisa – menos uma luta. Passeio. Atropelo. Massacre. Chame como quiser. Depois de um breve período de estudo e muitos chutes de lado a lado, o russo Andrey Koreshkov acelerou e mostrou um ímpeto destrutivo diante do americano Chidi Njokuani. Depois de um chute rodado que fez Njokuani balançar, ele ficou bastante à vontade para iniciar uma sequência de golpes e levou, quando quis, o americano para o solo.

Foi quando o fim se aproximou. Montou e despejou uma saraivada de socos e cotoveladas diante de um inoperante adversário. O árbitro Big John McCarthy cobrou alguma ação do americano. Sem nenhuma resposta de Njokuani, que só tentava proteger o rosto, não restou outra decisão a Big John a não ser interromper o massacre e decretar a vitória do avassalador Koreshkov. Será que vem um tira-teima contra Douglas Lima, seu último algoz e detentor do cinturão? Cenas do próximo capítulo...

O próximo evento será em 23 de setembro, em San Jose (CA), casa do Bellator. O card promete: terá duelos de peso como o encontro de Ben Henderson e Patricky Pitbull e a estreia do gordinho mais querido do MMA mundial, o americano do queixo de adamantium Roy Nelson, que enfrenta Javy Ayala no co-main event. Como se não fosse o bastante, ainda cabe um instigante confronto de Paul Daley e Lorenz Larkin. Imperdível.

Deixe seu comentário