Paulo Lima: Fla não está “rifando a base” se ceder facilidades ao Valencia por Diego Alves

Segundo a imprensa de Valencia, o Rubro-Negro deve ceder atletas da base em troca do goleiro

compartilhado 313421
compartilhado
Diego Alves está perto do Flamengo (Getty Images)
Diego Alves está perto do Flamengo (Getty Images)

Negócios são negócios, e o que é bom é aquele que satisfaz todas as partes envolvidas. Flamengo e Valencia ainda não anunciaram oficialmente a transação pelo goleiro Diego Alves, mas ela está cada vez mais próxima de acontecer, segundo apurações do FOX Sports.

De acordo com a imprensa de Valencia, pra não desembolsar um alto valor em euros pra ter o arqueiro de 32 anos, o Flamengo cederá ao time espanhol a preferência na aquisição de futuros talentos da base rubro-negra como uma compensação. “Que genial ideia e agora temos um baita goleiro”, dirá o otimista. “Não, estão rifando a base e talentos por um veterano”, protestará o pessimista.

O que acho? É uma aposta do presente que envolve uma de futuro; uma alternativa que as duas diretorias encontraram pra viabilizar o negócio. É um goleiro, que apesar de 32 anos, é de ponta, experiência internacional e cotadíssimo pra disputar uma vaga na seleção brasileira.

Não é de hoje que colocar jogador da base acontece pra viabilizar uma transação. Clubes de fora vêm aqui, observam, levam alguns. De todas as maneiras, acho que o Flamengo aposta na hora certa em um jogador de ponta que pode ser titular da seleção brasileira.

E um jovem da base, com 16 ou 17 anos pode ser ali um grande talento. Mas quem garante que no profissionalismo, com 22, 23, 24 anos ele será tudo aquilo que se espera? No mundo dos negócios as portas estão sempre abertas, e no mundo do futebol estas portas estão escancaradas. É um risco, mas um risco que vale a pena ser corrido pela diretoria do Flamengo.

Saiba mais:

Benja detalha negócio entre Fla e Diego Alves

Fábio Azevedo explica situação de Diego Alves

Ramires fala sobre jogar no Flamengo

Deixe seu comentário