Lesões vencem Montillo

Argentino pede rescisão de contrato e abre espaço a folha salarial do Botafogo para novos reforços

311041
False
O presente de Natal do Botafogo mostrou que o time se comportou bem em 2016. Montillo chegou para ser o principal reforço desta temporada, mas não resistiu à quinta lesão muscular e sucumbiu em pleno mês das festas juninas. Os fogos que os torcedores soltaram em dezembro vão ficar na memória. 
A decisão do argentino vem carregada de valores éticos e morais que norteiam a carreira do jogador. Sem conseguir seu implacável marcador, Montillo sucumbiu ao desejo de seguir na carreira. O fim se aproxima aos 33 anos. 
Para um profissional como Montillo ficar fora do time por lesões é demais. Ele sabe que o departamento médico não é para ele. A difícil decisão veio acompanhada de respeito aos companheiros e ao clube. Ao invés de ficar tratando e tentando voltar, ele preferiu apagar a luz da carreira gloriosa e sair de cena.
Montillo mostrou que o alto salário não é o que baseia suas decisões. O argentino precisa descansar e esfriar a cabeça por fazê-lo mudar de ideia e ainda tentar no ano que vem. A volta para a Argentina e ficar com os familiares podem oxigenar a carreira.
De qualquer forma, poucos tomariam esta decisão. Montillo foi grande como o seu futebol nos grandes tempos. Os 17 jogos oficiais com a camisa do Botafogo fazem parte do passado. O torcedor ficou com um gosto amargo, mas a decisão adoça a boca daqueles que ainda esperam pelo lado bom da vida.
Deixe seu comentário