Hora da reação: 'favoritos' começam a dar sinais de mudança dentro do Brasileirão

Apontados como fortes candidatos a faturarem o título, Atlético-MG, Flamengo e o atual campeão Palmeiras começaram mau a competição, mas nas últimas rodadas vem apresentando melhores campanhas

compartilhado 309613
compartilhado
Palmeiras e Flamengo são algumas das equipes que foram apontadas como favoritas a conquistar o Brasileirão, mas tiveram um início de campanha ruim (Foto: Getty Images)
Palmeiras e Flamengo são algumas das equipes que foram apontadas como favoritas a conquistar o Brasileirão, mas tiveram um início de campanha ruim (Foto: Getty Images)

Antes de começar o Brasileirão, Palmeiras, atual campeão, Flamengo e Atlético-MG foram apontados como favoritos ao título da atual edição. Oito rodadas depois e os três times ainda não engrenaram uma boa sequência, mas começam a dar sinais de recuperação.

Palmeiras e Atlético-MG têm a desculpa da Conmebol Libertadores Bridgestone para atenuar a bronca da torcida com o baixo aproveitamento, mas isso não é suficiente para explicar o mau início na competição.

Os três melhores elencos não foram montados agora, mas desde o ano passado. À exceção do Cuca, que chegou agora, Zé Ricardo, que está desde o ano passado, e Roger, que assumiu em janeiro, precisam reencontrar os bons momentos e ajustar o time.

Culpar o calendário é chover no molhado porque todos os grandes times que disputam as melhores competições e avançam sofrem com jogos e lesões. Cabe ao treinador encontrar as melhores soluções dentro dos elencos qualificados.

Oito rodadas, 24 pontos, ficaram para trás. O Flamengo em décimo, com 11 pontos, o Palmeiras em décimo segundo, com 10, e o Atlético-MG em décimo quinto, com 9, estão muito aquém dos seus elencos.

Saiba mais:

Jornal: Vinicius Jr. é titular por decreto

Barça de olho no brasileiro Willian José

Time italiano quer titular do Corinthians

A pressão para cima dos treinadores é justificável e eles precisam apresentar mais rendimento dos favoritos. No Palmeiras, Cuca começa a acertar a mão com o elenco mais caro do Brasil. O time vem de boa vitória em cima do Bahia e se engrenar agora pode chegar ao topo em poucas rodadas.

No Flamengo, o Zé Ricardo precisa encontrar formas de fazer o time fugir dos sistemas defensivos adversários. Além disso, os meias precisam chegar mais ao ataque e nos atacantes. Guerrero não vem recebendo muitas bolas em condições de concluir. A entrada do Everton Ribeiro é importante para ser esta arma diferente pelo lado do campo.

No Galo, a vitória fora de casa em cima do confuso São Paulo serve de modelo para vencer a qualquer custo e lutar até o fim. A entrega dos jogadores atleticanos foi fundamental para o resultado.

A partir de agora, restam 30 jogos e quem quiser brigar no topo da tabela e é apontado como favorito precisa engrenar uma sequência de vitórias. Caso contrário, as "surpresas" vão conquistar espaço e tomar lugar no topo da tabela.

Deixe seu comentário