Seleção dos craques do Campeonato Brasileiro 2015

Com o Brasileirão chegando ao fim, confira os principais destaques da competição

229121
False

Na reta final do Campeonato Brasileiro, resolvi preparar a minha seleção com os principais jogadores em cada posição. A base, é claro, é do Corinthians. Cinco jogadores e o técnico Tite merecem destaque, pois foram fundamentais para a conquista do hexacampeonato do Timão.

CÁSSIO (goleiro do Corinthians) – O camisa 12 do Corinthians é o goleiro menos vazado do Campeonato Brasileiro. Méritos para o sistema defensivo alvinegro. Mas elogios especiais para o grande arqueiro, que sempre cresceu em partidas decisivas. Isso vem desde 2012.

MARCOS ROCHA (lateral-direito do Atlético Mineiro) – Poderia ser Lucas, do Palmeiras, Galhardo, do Grêmio, Fágner, do Corinthians, ou Rodinei, da Ponte Preta. Mas a regularidade de Marcos Rocha foi impressionante. O 2 do Galo merece há um bom tempo uma chance na seleção brasileira.

PEDRO GEROMEL (zagueiro do Grêmio) – Discreto quando começou a carreira na Portuguesa e no Palmeiras, Pedro Geromel foi para o Velho Continente muito novo. Destacou-se no futebol português e alemão, mas precisava mostrar o valor no futebol do Brasil. Fez isso agora.

GIL (zagueiro do Corinthians) – Para alguns, o zagueiro corintiano é o melhor da América do Sul. Em minha opinião, Gil deve ser o titular da seleção brasileira no lugar de David Luiz. No Corinthians, neste ano, teve bons companheiros: Felipe e Edu Dracena.

RENÊ (lateral-esquerdo do Sport) – Um dos destaques do perigoso time do Sport neste Campeonato Brasileiro. Jovem, Renê mostrou qualidade no apoio e também para marcar. Será difícil o Leão da Ilha segurá-lo em 2016.

RAFAEL CARIOCA (volante do Atlético Mineiro) – Já mostrava talento nos tempos de Grêmio, mas neste ano, no Galo, certamente viveu o seu melhor momento. Volante da espécie muito cobiçada no futebol mundial: sabe desarmar e é criativo.

RENATO AUGUSTO (meia do Corinthians) – Indiscutivelmente um dos melhores jogadores do campeão Corinthians, Renato Augusto teve altos e baixos no primeiro semestre. Mas, no Brasileirão, foi peça fundamental na equipe corintiana. Honrou a 8 que foi de Sócrates.

JADSON (meia do Corinthians) – Rei em assistências, Jádson mostrou eficiência também na hora de balançar as redes. O camisa 10 fez a diferença a favor do Timão inúmeras vezes na competição. Hoje, muitos dizem que a troca Pato por Jádson foi mesmo vantajosa para o alvinegro.

LUCAS LIMA (meia do Santos) – Disputou uma vaga na minha equipe com os ótimos Giuliano (Grêmio), Elias (Corinthians, que atua mais como volante), Diego Souza (Sport) e Dátolo (Atlético Mineiro). Mas o meia do Peixe, por tudo que fez em 2015, merece um lugar entre os titulares.

ALEXANDRE PATO (atacante do São Paulo) – Recuperou o bom futebol. Emprestado pelo Corinthians, o camisa 11 foi o artilheiro da equipe tricolor no Campeonato Brasileiro. Sofreu com a irregularidade da equipe são-paulina, que teve três técnicos na competição.

RICARDO OLIVEIRA (atacante do Santos) – Mais um santista entra na equipe. Claro, não podia ficar fora da equipe o artilheiro do Campeonato Brasileiro. Ricardo Oliveira calou muita gente aos 35 anos e merecidamente chegou também a ter chance na seleção brasileira.

TITE (técnico do Corinthians) – Nem poderia ser outro. O treinador do Cornthians, em minha opinião o maior da história do alvinegro, conseguiu reconstruir uma equipe durante o Brasileiro. E olha que o time perdeu até a dupla de ataque de peso: Guerrero e Sheik.

Veja também:

Atlético-MG recebe 'não' de Sabella e vai atrás de Muricy Ramalho

'Segundo maior ídolo do Flamengo', Petkovic diz que aceitaria cargo de treinador

Tite teme debandada no Corinthians e quer manutenção do elenco para 2016

Deixe seu comentário