Grêmio entra com reservas na Libertadores e fica no 1 a 1 com o Guaraní

De olho no Campeonato Gaúcho, Renato decidiu dar um descanso nos titulares, já que apenas Marcelo Grohe e Edilson começaram jogando. Imortal segue líder do grupo

Compartilhar vídeo
Inserir vídeo
Tamanho do vídeo
301151

O Grêmio surpreendeu ao entrar em campo com o time reserva e empatar em 1 a 1 com o Guaraní-PAR, no Estádio Defensores del Chaco, pela Conmebol Libertadores Bridgestone, nesta quinta-feira (20 de abril). Os gols foram marcados por Rodrigo López, para o Guaraní-PAR, e Pedro Rocha, para o Tricolor.

O técnico Renato Portaluppi optou por escalar apenas dois titulares para iniciar a partida, o goleiro Marcelo Grohe e lateral-direito Edílson. O atacante Pedro Rocha era o único atleta considerado titular no banco de reservas.

Com o resultado, o Grêmio mantém a liderança da chave com sete pontos e três gols de saldo, mesmos números do Guaraní-PAR, contudo o Tricolor tem mais gols que o time paraguaio. O Deportes Iquique-CHI é terceiro colocado com três pontos e o Zamora-VEN é o lanterna sem pontuar.

Grêmio e Guaraní-PAR voltam a se enfrentar na próxima quinta-feira, às 21h45 (de Brasília), na Arena, pela quarta rodada do grupo 8 da Copa Libertadores da América. Antes, no domingo, às 19h (de Brasília), o Tricolor de Porto Alegre encara o Novo Hamburgo, no Estádio do Vale, pela segunda partida da semifinal do Campeonato Gaúcho.

Saiba mais:

Douglas Costa é alvo de time inglês

United vale 4 vezes mais que rival

Juve deixou recado depois de classificação

O jogo – O confronto começou com boas oportunidades. Com menos de cinco minutos de partida, os dois times conseguiram duas boas chances de balançar as redes. Logo no primeiro minuto, o time paraguaio chegou com muito perigo. Após cruzamento da direita, o zagueiro Bressan afastou mal. O meia Novick pegou de voleio e quase abriu o placar, mas a bola passou ao lado da trave direita do goleiro Marcelo Grohe.

O Grêmio respondeu com Lucas Barrios. Em cobrança de escanteio de Lincoln, o atacante Lucas Barrios cabeceou no canto direito do goleiro Aguilar que fez a defesa em dois tempos mandando para escanteio novamente. Um minuto depois, Fernandinho chutou de entrada da área, a bola bateu no braço do lateral Rolón e sobrou livre para Barrios. O atacante chutou no canto direito do goleiro que conseguiu defender com a perna.

Aos 17 minutos, Fernandinho fez linda jogada. O atacante recebeu de Arthur no meio de campo, driblou dois marcadores e na entrada da área bateu fraco nas mãos do goleiro. Um minuto depois, Thyere tropeçou e derrubou Novick na área defendida. O juiz apenas assinalou o tiro de meta, para desespero dos jogadores do Guaraní-PAR.

O Tricolor de Porto Alegre voltou a assustar os paraguaios. Após cruzamento de Fernandinho, a bola passou por Lucas Barrios e sobrou para Lincoln desequilibrado bater na rede pelo lado de fora. Então, o Guaraní-PAR iniciou uma pressão. Com bom toque de bola, o atacante García ficou livre na cara de Marcelo Grohe e chutou. A bola bateu no goleiro e ia entrando, mas Bruno Cortez chega a tempo para salvar o Tricolor. Em outra oportunidade, sem espaço para furar a defesa do Grêmio, o volante Aguilar arriscou uma bomba. Grohe teve de saltar alto para realizar a defesa.

O Guaraní-PAR não saia do ataque. Aos 31 minutos, Camacho cruzou na cabeça de Bareiro. O zagueiro cabeceou colocado, mas Marcelo Grohe mais uma vez salvou o time. O clube paraguaio chegou ao gol aos 36 minutos, mas o bandeirinha pegou a posição de impedimento do jogador Camacho.

Na última chance do primeiro tempo, o lateral Bruno Cortez foi até a linha de fundo e cruzou para Barrios. O atacante pegou de primeira e mandou alto para fora. Sem alterações, os times voltaram para o segundo tempo marcando muito forte. Em 15 minutos, o volante Michel realizou duas faltas e recebeu dois cartões amarelos, consequentemente foi expulso.

Com um jogador a mais, o Guaraní-PAR chegou ao gol. Juan Aguilar lançou para Palau que alçou na pequena área e no primeiro toque na bola, Rodrigo López desviou de cabeça e balançou as redes. O técnico Renato Gaúcho mexeu e teve uma boa resposta. O treinador tirou Lucas Barrios e colocou Pedro Rocha. O atacante começou a enlouquecer a zaga do clube paraguaio nos contra-ataques. Em boa oportunidade, Pedro Rocha recebeu o cruzamento de Arthur e pegou de primeira empatando a partida.

O Guaraní-PAR chegou com muito perigo mais uma vez. Depois de cobrança de escanteio, a bola sobrou para Palau. O meia chutou e Marcelo Grohe fez bela defesa, na sobra, com o goleiro batido no chão, Rolón mandou alto, longe do gol. Aos 39 minutos, Pedro Rocha driblou o marcador dentro da área adversário e ficou cara a cara com o goleiro. O atacante arrumou o corpo e bateu bonito, mas a bola foi na trave. Quase foi a virada do Tricolor. O restante da partida o Grêmio se fechou e não deixou o Guaraní-PAR atacar com perigo.

Deixe seu comentário