Corinthians é o último grande a cair na Copa do Brasil para um time fora da Séria A

Com a desclassificação nos pênaltis contra o Inter, o Timão perdeu o posto de único clube grande nunca eliminado na Copa do Brasil por alguma equipe da Série B, C, D ou sem divisão do Campeonato Brasileiro

compartilhado
Eliminação do Corinthians foi o 58º caso na história da competição (Marco Galvão / Fotoarena)
Eliminação do Corinthians foi o 58º caso na história da competição (Marco Galvão / Fotoarena)
300999
compartilhado

Até a noite desta quarta-feira (20 de abril), o Corinthians ainda era o único clube na elite do futebol a nunca ter sido eliminado na Copa do Brasil por uma equipe da série B, C, D ou sem divisão do Campeonato Brasileiro. Com a desclassificação na Arena Corinthians nos pênaltis contra o Internacional, o Timão perdeu o posto e se tornou o 58º caso na história da competição.

No histórico da disputa, é raro encontrar alguma edição que não contasse com algum grande clube eliminado por rivais fora da série A. O fato aconteceu apenas sete vezes, a última em 2015, quando o Palmeiras foi o campeão. Entre os times menores que conseguiram uma ‘zebra’, o maior ‘carrasco’ é o Criciúma, que já fez quatro grandes clubes darem adeus ao título: Atlético-MG, Internacional, São Paulo e Grêmio.

O levantamento considera apenas as edições em que os clubes grandes estavam na série A do Campeonato Brasileiro e quem lidera o ranking é o Atlético-MG, com nove eliminações para equipes de fora da elite do futebol. Corinthians agora é o último da lista, com uma eliminação, última equipe grande a passar pela situação.

Apesar de sua grandeza e histórico de títulos, o Internacional não disputará a Série A desde do Brasileiro, sendo o primeiro ano em sua história que não figurará na elite. O time gaúcho, campeão do torneio em 1993, agora prossegue na competição.

Confira a lista completa:

Atlético-MG (9): 1991 – Criciúma (B); 1992 – Criciúma (B); 1999 – Bahia (B); 2002 – Brasiliense (C); 2003 – Sport (B); 2004 - Santo André (B); 2005 – Ceará (B); 2011 – Prudente (B); 2012 – Goiás (B);

Botafogo (8):

1991 – Coritiba (B); 2001 - Remo (B); 2004 – Gama (B); 2005 – Paulista (B); 2006 – Ipatinga (B); 2009 – Americano (SD); 2010 - Santa Cruz (D); 2012 - Vitória (B)

Internacional (7):

1990 - Criciúma (B); 1993 - Londrina (SD); 1994 - Ceará (B); 2001 - Fortaleza (B); 2003 - Remo (B); 2005 - Paulista (B); 2014 - Ceará (B)

Vasco (7):

1991 – Remo (B); 1992 – CSA (B); 1999 – Goiás (B); 2004 - 15 de Novembro (SD); 2005 – Baraúnas (C); 2007 – Gama (B); 2014 - ABC (B)

Fluminense (6):

1994 – Linhares (SD); 1997 - Ceará (B); 2002 - Brasiliense (C); 2003 - Sport (B); 2005 - Paulista (B); 2014 - América-RN (B)

Cruzeiro (4):

1997 - Santa Cruz (B); 2005 – Paulista (B), 2007 – Brasiliense (B), 2012 - Atlético-PR (B)

Palmeiras (4):

1994 – Ceará (B); 2002 – ASA (B); 2004 - Santo André (B); 2007 - Ipatinga (B)

Santos (3):

1999 – Goiás (B); 2006 – Ipatinga (C); 2009 - CSA (D)

Flamengo (3):

2004 - Santo André (B); 2005 - Ceará (B); 2016 - Fortaleza (C)

Grêmio (3):

1991 - Criciúma (B); 2006 - 15 de Novembro (SD); 2008 - Atlético-GO (B)

São Paulo (3):

1990 - Criciúma (B); 2014 - Bragantino (B); 2016 - Juventude (C)

Corinthians (1):

2017 - Internacional (B)

Deixe seu comentário