Em noite acrobática, Sport abre boa vantagem na Copa Sul-Americana

A vitória nessa quinta é histórica para o Sport Recife, afinal, essa é a quinta participação seguida do clube no torneio continental, mas, nunca o Leão havia vencido um time estrangeiro

compartilhado
Compartilhar vídeo
Inserir vídeo
Tamanho do vídeo
299288
compartilhado

O torcedor do Sport compareceu em bom número na Ilha do Retiro na noite dessa quinta-feira e foi presenteado com uma grande vitória e com belos gols do Leão em cima do Danubio, do Uruguai. Os destaques ficaram por conta dos lances acrobáticos de Diego Souza e companhia e pelo choro emocionado de uma jovem revelação. No fim, 3 a 0 e vaga praticamente encaminhada para a segunda fase da Conmebol Sul-Americana, apesar do rubro-negro ainda ter de cumprir o segundo jogo, dia 11 de maio, às 21h45 (horário de Brasília), no estádio Jardines del Hipodromo.

A vitória nessa quinta é histórica para o Sport Recife, afinal, essa é a quinta participação seguida do clube no torneio continental, mas, nunca o Leão havia vencido um time estrangeiro. O próximo tabu a ser quebrado é conseguir passar pela segunda fase e, para isso, a diretoria confia muito em Ney Franco, técnico que levou o São Paulo ao título da Copa Sul-Americana em 2012.

Saiba mais:

CR7 ameaça deixar o Real

Vasco está de olho em Anderson Martins

Benzema pode trocar Real por gigante italiano

Para o Danubio, a situação ficou complicada. A equipe é a 13ª colocada no Campeonato Uruguaio, que conta com apenas 16 clubes, e venceu apenas um jogo até aqui em toda a temporada, justamente sobre o lanterna do nacional. E, para piorar, a vaga à próxima fase na Sul-Americana agora depende praticamente de um milagre no jogo de volta.

Na primeira etapa, os uruguaios praticamente não passaram do meio-campo e acabaram com apenas uma finalização ao gol de Magrão. O Sport sobrou e até por isso viu seus atacantes muitas vezes discutirem dentro de campo por escolhas equivocadas na hora de concluir as jogadas.

Mesmo assim, aos 34 minutos, o Leão abriu o placar em jogada ensaiada na cobrança de escanteio. Diego Souza recebeu dentro da área, fez embaixadinhas e cruzou de bicicleta na cabeça de Rithely, que não desperdiçou.

Antes do intervalo, aos 40, veio o lance mais bonito do jogo. André deu uma ‘puxeta’ para colocar a bola na área, Rogério emendou uma bicicleta para o gol, mas viu a bola explodir na zaga do Danubio. Do rebote, porém, Diego Souza não titubeou e mandou de voleio, de primeira. A bola quicou no gramado e entrou no ângulo. Um golaço do agora camisa 10, e não mais 87.

Na etapa final, o Sport diminuiu o ritmo, administrou a vantagem e até deu mais espaço para o adversário. Mesmo assim, não correu grande perigo em nenhum momento. E para coroar a vitória em casa, nada como um momento marcante de uma jovem revelação do próprio clube.

Fabricio, de apenas 18, foi para seu quinto jogo como profissional. E, aos 22, quando todos esperavam uma cobrança de falta na área, o garoto surpreendeu e mandou no ângulo. Mais um golaço. O primeiro da carreira de Fabricio na equipe principal do Sport, o que acabou levando a aposta às lágrimas durante sua comemoração.

Deixe seu comentário