Guardiola já falou "tchau" e liberou um jogador do Manchester City para o mercado, diz jornal

Meio-campista marfinense Yaya Touré novamente se torna vítima do comandante espanhol, que em sua estadia no Barcelona, também barrou atleta de continuar na equipe catalã

compartilhado
Pep Guardiola também barrou Joe Hart e Claudio Bravo da meta do Manchester City (Getty Images)
Pep Guardiola também barrou Joe Hart e Claudio Bravo da meta do Manchester City (Getty Images)
296657
compartilhado

Há apenas uma temporada no comando do Manchester City, o treinador espanhol Pep Guardiola realizou grandes mudanças na equipe. De acordo com o jornal espanhol Mundo Deportivo, o comandante está disposto a liberar o meio-campista Yaya Touré para procurar uma nova equipe, pois não pretende mais contar com os serviços do jogador em um futuro próximo.

Isso já havia acontecido anteriormente, quando Guardiola comandava o Barcelona, e que barrou pela primeira vez o marfinense. Disso, Touré acertou sua ida para o futebol inglês. Poucos anos depois, o cenário se repetiu: Pep chegou ao time e não deixou o atleta jogar por um curto período, até que o mesmo eventualmente voltou a ser titular pelos Citizens.

Veja mais:

Edmundo revela que Sheik é vascaíno

Dudu ou Lucas? PVC e Edmundo escolhem

Barcelona e PSG anulado? Petição quer que sim

“Ele pode jogar onde quiser, pode jogar em grandes clubes”, disse o treinador. “O Yaya tem uma personalidade enorme e está nos ajudando ao disputar um futebol em alto nível. Ele faz parte da história desse clube, mas agora deve se concentrar em vencer partidas e conquistar títulos. Nós falaremos sobre seu futuro apenas no final desta temporada”, concluiu o espanhol.

Desde sua chegada ao Manchester City em 2010, Yaya Touré se tornou um dos principais ícones e líderes do time, ganhando inclusive o posto de ídolo por parte da torcida. O atleta participou de pouco mais de 210 partidas oficiais, com mais de 60 gols marcados. O meio-campista também defendeu a Costa do Marfim de 2004 a 2016, antes de anunciar sua aposentadoria da seleção africana.

Deixe seu comentário