Atacante do Fluminense respira com ajuda de aparelhos e segue com quadro estável

Atleta se acidentou após carro em que viajava ter atropelado uma vaca que cruzava a estrada, entre São Francisco de Sales e Itapagipe, no Sul de Minas Gerais. Jogador está internado na UTI

False
287966

O atacante Michael, do Fluminense, respira com a ajuda de aparelhos e segue com quadro clínico estável. O jogador sofreu um acidente de carro na madrugada do último domingo (8 de janeiro), entre São Francisco de Sales e Itapagipe, no sul de Minas Gerais, e está internado na UTI do Hospital de Base, em São José do Rio Preto, interior de São Paulo. Michael estava no banco da frente do passageiro.

O acidente ocorreu após o carro em que viajava ter atropelado uma vaca que cruzava a estrada. O atacante foi socorrido na Unidade de Pronto Atendimento de Itapagipe, mas teve de ser transferido para a cidade do interior paulista após sofrer uma piora no estado de saúde. O jogador foi diagnosticado pelos médicos com traumatismo craniano e apresentava diversos ferimentos no rosto.

Veja também:

Mudança a vista! FIFA confirma e Copa do Mundo terá 48 participantes a partir de 2026

Negócio da China: Dirigente do Vitória afirma que clube chinês pagará multa integral de Marinho

Ainda sem os reforços! Eduardo Baptista inicia trabalho no Palmeiras sem Guerra e Felipe Melo

O Fluminense colocou a sua equipe médica à disposição para acompanhar a recuperação do atleta. Ainda não há uma previsão de alta do hospital. Natural da cidade mineira de São Francisco de Sales, Michael começou a carreira no Rio Preto e assinou contrato com o Fluminense em 2011. Em 2013, o atleta se envolveu em uma polêmica e foi suspenso por ter sido flagrado em um exame antidoping pelo uso de cocaína.

Ele atuou emprestado no Criciúma em 2014, mas só se safou por completo da pena em 2015. Ele foi aproveitado pelo Fluminense durante a temporada de 2015 e acabou repassado no final daquele ano ao Estoril Praia, de Portugal. No segundo semestre de 2016, o atacante defendeu o América-MG no Campeonato Brasileiro. Ele marcou três gols em 21 jogos e não conseguiu ajudar o Coelho a evitar o rebaixamento à Série B.

Deixe seu comentário