Grêmio é multado por invasão de Carol Portaluppi e sinalizadores na final da Copa do Brasil

A filha do técnico Renato Gaúcho entrou em campo para comemorar o título com o pai. O Tricolor Gaúcho já teve que pagar R$ 30 mil por ela ter feito o mesmo na semifinal

compartilhado
Esta foi a segunda vez que Carol Portaluppi entrou no gramado para comemorar (Getty Images)
Esta foi a segunda vez que Carol Portaluppi entrou no gramado para comemorar (Getty Images)
285713
compartilhado

Na manhã desta segunda-feira (19 de dezembro), o Supremo Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) definiu a aplicação de uma multa de R$ 60,8 mil ao Grêmio por alguns incidentes durante a final da Copa do Brasil, contra o Atlético-MG, no último dia 7. Dentre eles, está a invasão de campo de Carol Portaluppi, filha do técnico Renato Gaúcho, após o apito final.

É a segunda ocasião em que o clube é multado devido a entrada da filha de Renato no gramado. Após a semifinal, diante do Cruzeiro, o Tricolor teve de pagar R$ 30 mil por Carol ter entrado em campo e comemorado a vaga na decisão junto de seu pai. Agora, a invasão rendeu R$ 50 mil de prejuízo aos cofres gremistas.

O Grêmio também foi multado em R$ 10 mil pelo uso de sinalizadores por parte de sua torcida no início do jogo, por um atraso de 22 minutos na entrega da relação dos jogadores aos organizadores da partida e por outros cinco incidentes menores ocorridos na decisão.

O zagueiro Kannemann também foi julgado por confusão com o equatoriano Erazo, mas acabou absolvido. Por outro lado, o defensor atleticano pegou quatro jogos de suspensão.

Veja também:

Guerreiro! Médico projeta volta do zagueiro Neto aos treinamentos em até 120 dias

SeleFla? Zagueiro Gil, ex-Corinthians, teria sido oferecido ao Flamengo

Pintando técnico? Assim como Rueda, Seedorf também foi oferecido ao Corinthians

Links relacionados
Deixe seu comentário